Portal NetEscola

Atividade 1 – Gênero Entrevista. Análise e formas de composição dos gêneros jornalísticos da ordem do argumentar - 21/01/2021


ENTREVISTA



Disponível em: https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images/Acesso em 23 de out. de 2020.

    Entrevista é um diálogo entre duas ou mais pessoas: entrevistador (es) e entrevistado(s). O principal objetivo é extrair declarações e informações sobre determinado assunto. As entrevistas são muito utilizadas pelos jornais, sites, revistas, rádios e tvs com o intuito de passar um conhecimento para a população. Além de jornalística, existe também a entrevista de emprego, social, psicológica, entre outras.

    As principais características da entrevista são a oralidade e o discurso direto (reprodução integral da fala de um personagem). A primeira pelo fato de tratar-se de um diálogo e a segunda, pois, na maioria das vezes, o diálogo é transcrito exatamente como foi conversado. Nas entrevistas publicadas em meios impressos, por exemplo, é possível perceber a utilização de muitos sinais de pontuação, como travessão, aspas, reticências, interrogação, parênteses, em alguns casos até detalhando aspectos do entrevistado, como emoções, lágrimas e risos.

    De maneira geral, a entrevista é estruturada da seguinte maneira: definição do tema, roteiro, título e revisão.

  1. Definição do tema: é o primeiro passo para a entrevista acontecer. Somente a partir daí é possível escolher o entrevistado (fonte) que tem mais conhecimento sobre aquele assunto e que contribuirá para enriquecer o texto.
  2. Roteiro: como o próprio nome diz, é o material que vai guiar o entrevistador no momento da entrevista. Para elaborá-lo é imprescindível pesquisar sobre o tema e sobre a fonte. A partir daí podem ser listadas algumas perguntas que nortearão o trabalho, apesar de que podem surgir outras questões interessantes além do que estará no papel.
  3. Título: realizada a entrevista, ela é transcrita, se for para jornal, revista ou internet. Muitas vezes ela é iniciada com um título, que deve resumir o assunto abordado de maneira interessante, que prenda a atenção do leitor.
  4. Revisão: por fim, é fundamental que todo o texto seja revisado para identificar possíveis erros de escrita.

    É comum que seja utilizada uma câmera ou gravador para que seja possível transcrever de maneira literal tudo que foi dito.


 

Disponível em: https://www.educamaisbrasil.com.br/enem/lingua-portuguesa/entrevista/Acesso em 23 de out. de 2020.(Adaptada)

Disponível em:https://images.educamaisbrasil.com.br/content/banco_de_imagens/guia-de-estudo/D/entrevista-lingua-portuguesa.jpg/ Acesso em 23 de out. de 2020.

Assista a este vídeo... ele vai ajudar ainda mais na compreensão deste gênero " Entrevista", certo?

ATIVIDADES

 

          Leia o trecho do texto abaixo publicado na revista “Planeta” para responder às próximas atividades:

          

          Plantar árvores dá mais prazer do que fazer filmes?


         O cineasta paulista Fernando Meirelles concilia o cinema com o ativismo em defesa das florestas e dedica boa parte do seu tempo a acompanhar as questões ecológicas.

        Aos 56 anos, o cineasta Fernando Meirelles integra a galeria dos melhores diretores do cinema brasileiro. Entusiasta de filmes experimentais na juventude criou programas para a televisão, trabalhou com publicidade e dirigiu sucessos como Cidade de Deus, em que usou a estética dos videoclipes para retratar a violência no Rio de Janeiro – obra que concorreu ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2004.

           Precisamos mudar de cultura para adequar nossa civilização aos limites do planeta?


          Sabemos que precisaríamos dos recursos de três planetas para a população atual alcançar os padrões de consumo do Primeiro Mundo. Esse parece ser o objetivo de todos os governos e habitantes. Mas está claro que essas aspirações não cabem no espaço que temos. Apesar de muitos estudos anunciando a falta iminente de minérios, de peixes ou de água potável, nossa sociedade não sabe existir sem crescer.

          

          Há pessimismo sobre o esforço para se controlar as mudanças climáticas. Estamos numa corrida contra o tempo?


          Alguns cientistas dizem que estamos quase no ponto em que o processo de aquecimento se torna irreversível. Outros, que já ultrapassamos. Em 2000 estava claro que para o planeta não esquentar 2º centígrados até 2050 as emissões de carbono teriam que ser reduzidas em 2% ao ano, ao longo da década. Não aconteceu. Há indícios claros de que algo está mudando muito mais rapidamente do que se previa.

 

          Você acha que há empenho em mudar o modelo de vida consumista que temos?


        Muito pouco. Ambientalista ainda é sinônimo de chato, quando não de hippie. Em curto prazo entendo por que se associa crescimento a bem-estar. O problema é que a visão de longo prazo não cabe no sistema visual dos homens públicos: eles trabalham com horizontes que vão, no máximo, até as próximas duas ou três eleições.


           O cinema pode mitigar as emissões de carbono?


          Como toda forma de comunicação, o cinema pode ajudar a mudar comportamentos ao informar e tocar as pessoas. Lembro que fiquei extremamente impactado ao assistir a filmes como o francês Home – nosso Planeta, nossa casa ou o norte-americano Food Inc. São filmes sensacionais a respeito dos temas desta entrevista. Deixo a recomendação aos leitores. (Por Maria da Paz Trefaut)

Disponível em:http://diogoprofessor.blogspot.com/2017/11/atividade-sobre-entrevista-com-cineasta.html/ Acesso em 23 de out. de 2020.

Disponível em:http://diogoprofessor.blogspot.com/2017/11/atividade-sobre-entrevista-com-cineasta.html/Acesso em 23 de out. de 2020. (Adaptada)

1. Qual é o objetivo de uma entrevista?

 

2. O texto lido pertence ao gênero textual

a) (    ) entrevista.

b) (    ) relatório.

c) (    ) biografia.

d) (    ) notícia.

3. Quem é a entrevistadora e quem é o entrevistado no texto?

4. Qual é o assunto principal abordado no texto?

a) (  ) O Cinema brasileiro.

b) (  ) A biografia do cineasta.

c) (  ) As questões ecológicas e os grandes impactos ambientais que ocorrem no planeta.

d) (  ) O consumismo.

Você está indo muito bem!

5. Observe a linguagem usada pela entrevistadora e pelo entrevistado. Que variedade linguística foi empregada?

6. O entrevistado é pessimista ou otimista em relação às pessoas mudarem suas posturas sobre o consumismo? Explique sua resposta.

7. Há alguma pergunta da entrevistadora que relaciona cinema com meio ambiente? Qual o propósito dessa pergunta?

 

Disponível em:http://diogoprofessor.blogspot.com/2017/11/atividade-sobre-entrevista-com-cineasta.html/Acesso em 23 de out. de 2020.(Adaptada)

Está acabando, hein?

Leia o texto abaixo para responder às próximas atividades:


      James Cameron: O visionário de Avatar

    O cineasta diz que a sequência do filme de maior faturamento da história mostrará a necessidade de encontrar um equilíbrio entre desenvolvimento e meio ambiente.

     O cineasta canadense James Cameron, de 55 anos, é o criador de alguns dos maiores sucessos do cinema, como “O Exterminador do Futuro, Aliens, Titanic e, recentemente, Avatar”, uma produção de mais de 300 milhões de dólares que ultrapassou a marca de 2 bilhões de dólares de faturamento em venda de ingressos. Cameron planeja dar sequência a Avatar. Cameron concedeu a seguinte entrevista a VEJA.


      Qual foi sua motivação para filmar Avatar?

    O filme surgiu da minha necessidade de dizer algo sobre como a destruição da natureza ameaça o mundo. Gosto de comparar a questão ambiental com o naufrágio do Titanic. Quando foi dado o aviso de que havia um iceberg na rota do navio, não dava mais tempo de desviar. O impacto ocorreu noventa segundos após o sino de alerta ter sido tocado. A questão é: o mundo já se encontra no estágio em que nada mais pode ser feito para evitar o desastre ambiental? Ou estamos em um momento anterior, em que ainda dá tempo de reduzir o ritmo de poluição e de destruição para evitar o pior? Avatar é a minha maneira, como artista e cineasta, de tocar o sino de alerta. Uma das imagens recorrentes em Avatar é a dos personagens abrindo os olhos. Há sempre alguém acordando no filme. A mensagem subliminar é que a sociedade precisa acordar para os problemas ambientais e lidar com eles.


     Avatar valoriza experiências sensoriais como entrar em uma floresta cheia de flores coloridas ou sentir a terra sob os pés nus. A humanidade esqueceu como apreciar essas sensações?

    Sim. As pessoas estão se afastando não apenas da natureza, mas do contato humano. Os jovens têm as suas interações sociais on-line, em vez de pessoalmente. As aventuras acontecem em jogos de laptop educacional, não mais fora de casa. A interação com a realidade, com outras pessoas e com a natureza está diminuindo. A tecnologia permite isso.


Disponível em:http:// http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/materiais/0000016806.PDF/Acesso em 23 de out. de 2020.(Adaptada) 

8. Sabendo que a entrevista foi publicada na revista Veja, o público alvo esperado para a leitura será de

a) (  ) crianças de 2 a 5 anos.

b) (  ) crianças de 6 a 9 anos.

c) (  ) idosos.

d) (  ) jovens e outros públicos.

9. A motivação que levou Cameron a filmar “Avatar” foi

a) a ameaça ao mundo com a destruição da natureza.

b) o combate às drogas.

c) a violência contra a mulher.

d) a guerra mundial.

10. No trecho “Qual foi sua motivação para filmar Avatar?”, o sinal de pontuação utilizado serviu para indicar

a) ( ) uma indagação.

b) ( ) uma admiração

c) ( ) o final de uma fala

d) ( ) o início de uma fala

Disponível em:http:// http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/materiais/0000016806.PDF/Acesso em 23 de out. de 2020. (Adaptada)

Disponível em:http:// http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/materiais/0000016806.PDF/Acesso em 23 de out. de 2020. (Adaptada)

Até a próxima aula e não se esqueça de imprimir esta atividade, ok?