Portal NetEscola

EUA – Contexto histórico – Atividade 7 - 19/04/2021

O DESTINO MANIFESTO

A conquista da independência alcançada pelos Estados Unidos promoveu um notável processo de crescimento econômico e populacional. Mais do que isso, a vitória contra os antigos laços coloniais foi apenas o primeiro passo para que outras conquistas viessem a ser logo empreendidas por essa mesma população. Nesse contexto, observamos o expressivo alargamento das fronteiras da nação norte-americana rumo ao norte e ao sul de um imenso espaço inexplorado.

A primeira das conquistas estabelecidas pelos Estados Unidos aconteceu em 1803, quando o governo negociou a compra da Louisiana junto aos franceses. Pouco tempo depois, no ano de 1819, o governo conseguiu adquirir a Flórida anteriormente controlada pelos espanhóis. Essa mesma política de compra territorial também aconteceu no Alasca – comprado dos russos em 1867, e na conquista do Oregon – região que anteriormente pertencia aos domínios do Império Britânico.

Disponível em: http://sergiohistoria.blogspot.com/2010/10/2o-ano-o-destino-manifesto.htm Acesso em 28 de mar. de 2020.

O “Progresso Americano”, de John Gast (1872). Onde o progresso, representado pela mulher de vestes brancas, expulsa os indígenas e a “vida selvagem”, trazendo consigo a sociedade moderna norte-americana.

No caso de conquista da região do Texas, os Estados Unidos tiveram que empreender uma guerra contra o México. Desde as primeiras décadas do século XIX, colonos norte-americanos se instalavam de forma ilegal ou consentida nos territórios texanos empreendendo formas autônomas de organização de suas áreas de influência. Com o passar do tempo, o não reconhecimento da autoridade política mexicana incitou os colonos daquela área a travarem uma guerra contra os mexicanos.

A vitória contra os mexicanos aconteceu paralelamente ao processo de ocupação das terras a oeste. A busca e o controle dessas terras motivaram diversos colonos e imigrantes europeus a tentarem a sorte buscando um pedaço de terra onde poderiam alcançar uma vida mais próspera. É importante ressaltar que nessa corrida, um violento conflito contra as populações indígenas promoveu, décadas mais tarde, as famosas histórias que marcaram os filmes de faroeste.

Disponível em: https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/historia-america/marcha-para-oeste-nos-eua.htm Acesso em: 28 de mar. de 2020.

Porém, mesmo sendo marcada pela violência e pelas guerras, a expansão dos Estados Unidos até o extremo oeste recebeu uma significativa justificação ideológica, a doutrina do Destino Manifesto, que colocou os colonos norte-americanos como divinamente destinados a promover a conquista dessas novas terras. A ambição e o interesse econômico ganharam um arrebatador apelo religioso que legitimava os conflitos e massacres que marcaram esse episódio na história norte-americana.

Todas essas conquistas territoriais foram de fundamental importância para que os Estados Unidos acelerassem o seu processo de desenvolvimento agrícola e industrial. No setor agrário, o país conseguiu ampliar sua produção de trigo, milho e algodão. Além disso, a criação de ovinos, suínos e bovinos significou outra frente de fortalecimento da pecuária estadunidense. Na indústria, o crescimento dos mercados consumidores e o investimento em infraestrutura dinamizaram a economia nacional.

Os ganhos alcançados por meio de tantas conquistas foram a prova fundamental que comprovava a doutrina do Destino Manifesto. Com isso, essa sociedade mobilizada em torno do objetivo de conquistar terras construiu uma autoimagem de uma nação eleita por Deus para civilizar novas terras e prosperar economicamente. Dessa forma, estavam estabelecidas as condições e o sentimento que transformaram as antigas Treze Colônias em uma grande potência mundial.

Ao longo do século XIX, os Estados Unidos foram transformando-se em uma nação extremamente rica e tornaram-se uma potência econômica mundial no período da Primeira Guerra Mundial. Sua história ficou marcada por guerras como a Guerra de Secessão, a Segunda Guerra Mundial e a Guerra do Vietnã.

Além disso, a história norte-americana foi marcada por movimentos sociais — como o movimento que lutava pelos direitos civis dos afro-americanos na década de 1960 e teve nomes de destaque, a exemplo de Martin LutherKing Jr., Rosa Parks, Malcolm X, entre outros. Recentemente, a história americana teve como destaque a luta — questionada por muitos — do país contra o terrorismo.

Disponível em: https://oglobo.globo.com/mundo/eu-tenho-um-sonho-lembre-lendario-discurso-de-martin-luther-king-22543575  Acesso em: 28 de mar. de 2020

LINHA DO TEMPO – RESUMO

  • A colonização dos EUA foi realizada pelos ingleses.

  • Treze Colônias era o termo usado para definir as colônias britânicas situadas na Costa Leste dos EUA até que essas conquistassem sua independência.

  • A primeira tentativa de colonização inglesa foi realizada pelo corsário inglês Sir Walter Raleigh.

  • A primeira das treze colônias foi Virgínia, fundada em 1607 pela London Company,

  • As treze colônias puderam desenvolver-se de maneira bastante autônoma, com características que permitiram dividi-las em Colônias do Norte e Colônias do Sul.

  • A independência dos EUA foi resultado da divergência de interesses entre a colônia e a metrópole ao longo do século XVIII.

  • Após cinco anos de guerra, os ingleses, derrotados, reconheceram a independência dos Estados Unidos.

  • No século XIX, os norte-americanos expandiram seu território no que ficou conhecido como “Marcha para o Oeste”.

  • No auge do processo de expansão territorial, os EUA entraram em combate contra os mexicanos na Guerra Mexicano-Americana, que aconteceu entre 1846 e 1848.

Disponível em: https://www.letras.mus.br/blog/rosa-de-hiroshima-significado/ Acesso em: 28/03/2020

  • A Guerra de Secessão foi resultado das divergências políticas entre os estados do norte e os estados do sul na questão da expansão do trabalho escravo para os novos territórios.

  • No processo de Reconstrução do Sul, uma série de leis racistas foram aprovadas no sul dos EUA, com o objetivo de retirar direitos civis e políticos dos afro-americanos.

  • No século XX, os EUA tornaram-se a maior potência econômica do mundo, mas sofreram um grande baque na Crise de 1929, muito conhecida por ter sido um colapso de superprodução.
  • Em 1941, os EUA entraram na Segunda Guerra Mundial em decorrência do ataque a Pearl Harbor realizado pelos japoneses.

  • Em 6 e 9 de agosto de 1945, os norte-americanos lançaram bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki como forma de forçar a rendição japonesa.

  • O discurso de Harry Truman, em 1947, é considerado o marco que deu início à polarização que simbolizou a Guerra Fria.

  • Ao longo da Guerra Fria, os americanos envolveram-se direta ou indiretamente com conflitos como a Guerra da Indochina, a Guerra da Coreia, a Guerra do Vietnã etc.

  • Ao final da década de 1950, foi iniciado no país o movimento pelos direitos civis dos afro-americanos, o qual teve como grandes nomes Malcolm X e Martin Luther King Jr.

  • A partir da década de 1960, os americanos financiaram ditaduras militares em países da América Latina, como Brasil, Argentina e Chile.

  • No século XXI, os EUA foram alvo de ataques terroristas em 2001, e, em represália, ordenaram a invasão do Afeganistão, em 2001, e do Iraque, em 2003.

Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historia-da-america/historia-eua.htm Acesso em 28 de mar. de 2020.

Disponível em:  http://www.arionaurocartuns.com.br/2019/06/charge-guerra-fria.html  Acesso em: 28 de mar. de 2020.

ATIVIDADES

1. Observe a imagem a seguir:

É possível ver na imagem Colúmbia, a personificação feminina dos EUA, levando cabos de telégrafos para o Oeste, sendo ainda acompanhada por colonos estadunidenses e pelos trens. Do lado esquerdo, estão os indígenas e animais selvagens, em um quadrante escuro da tela, o que mostra que a chegada de Colúmbia levaria a luz a esses locais. A imagem representa também a ideologia:

a) (    ) da Doutrina Monroe.

b) (    ) da Aliança para o Progresso.

c) (    ) do Destino Manifesto.

d) (      ) da Guerra ao Terror

Disponível em: http://sergiohistoria.blogspot.com/2010/10/2o-ano-o-destino-manifesto.htm Acesso em: 28 de mar. de 2020.



2. A incorporação de novas áreas, entre 1820 e 1850, que deu aos Estados Unidos sua atual conformação territorial, estendendo-se do Atlântico ao Pacífico, deveu-se fundamentalmente

a) (    ) a um avanço natural para o oeste, tendo em vista a chegada de um imenso contingente de imigrantes europeus.

b) (    ) aos acordos com as lideranças indígenas, Sioux e Apache, tradicionalmente aliadas aos brancos.

c) (    ) à vitória na guerra contra o México, que, derrotado, foi obrigado a ceder quase a metade de seu território.

d) (    ) à compra de territórios da Inglaterra e Rússia, que assumiram uma posição pragmática diante do avanço norte-americano para o oeste.

3. Explique os principais objetivos da marcha para o oeste e suas consequências.

4. Descreva as principais medidas dos EUA durante a guerra fria.

5. Podemos dizer que a doutrina do Destino Manifesto ainda está presente na ideologia norte-americana? Por quê?

6. Leia abaixo o texto do historiador e ex-senador dos EUA, Albert Beveridge:

“Ele [Deus] nos fez os mestres organizadores do mundo para estabelecer um sistema onde reina o caos. (…) Ele nos fez adeptos do bom governo para que possamos administrá-los aos povos selvagens e senis (…) ele marcou o povo americano como Sua nação escolhida para finalmente liderar no trabalho de regeneração do mundo. Essa é a missão divina da América (…) Nós somos os depositários do progresso mundial, os guardiões da paz virtuosa”

BEVERIDGE apud FERES JUNIOR, João.

Spanish America como o Outro da América, Revista Lua Nova, n.62, São Paulo, CEDEC, 2004, p. 69-89.



O trecho do texto de Beveridge é um exemplo das concepções ideológicas difundidas através do termo Destino Manifesto. Além do caráter religioso da predestinação dos habitantes iniciais das Treze Colônias inglesas, o Destino Manifesto tinha por objetivo, entre outros fatores, levar aos demais povos da América:

a) (    ) a religião calvinista dos puritanos ingleses.

b) (    ) a democracia e a civilização.

c) (    ) ações militares contra o terrorismo.

d) (    ) o combate ao comunismo.

Se for possível, clique aqui para baixar ou imprimir a aula.