Portal NetEscola

Handebol – Aula 4 – Treinamento de Goleiros - 18/05/2020

Treinamento de Goleiros

Várias são as modalidades esportivas onde encontramos a posição de goleiro (futebol, futsal, beach soccer, handebol, polo-aquático, entre outras), em todas elas, atribui-se a ele grande responsabilidade no desempenho de sua equipe. Fernandes (1994, p.87) referindo-se ao futebol de campo, afirma: “Toda grande equipe começa com um grande goleiro”. No nível de elite do Handebol, são fisicamente grandes, muito fortes, rápidos e com muita concentração. Esses jogadores ainda possuem a habilidade de detectar o foco do ataque e se adaptar as mudanças nas jogadas. Quando a defesa é penetrada, o goleiro é a última barreira ao atacante. Ele precisa ter um reflexo rápido, boa antecipação de onde o atacante pretende arremessar e habilidade de ajustar força, reflexos e total concentração (eliminado qualquer coisa que não seja referente ao jogo) focando seu objetivo final, a defesa. O goleiro também deve se comunicar com seu time, (pois possui maior visão de jogo por estar fora dos lances de ataque) incentivando e alertando a defesa; e auxiliando e orientando seus companheiros no ataque. O goleiro não é apenas um jogador de defesa, mas um importante armador de contra-ataques. O treinamento de goleiros de handebol assim como nas demais modalidades esportivas que possuem a função de goleiro, é de extrema importância para o desenvolvimento do atleta durante as partidas. Sendo que o mesmo visa o melhor posicionamento, a movimentação correta e até mesmo a armação de contra- ataques. No que se refere a posição dos braços: Pode ser de dois tipos. Posição em “W” ou em “V”. As pernas ligeiramente afastadas (na linha dos quadris), joelhos com pequena flexão, braços estendidos acima da cabeça formando um“V” ou flexionados ao lado da cabeça formando um “W”. Em ambas as posições as mãos devem estar voltadas para frente, em direção a bola. Obs.: É importante que os pés não fiquem fixos no solo, pois para uma melhor movimentação, de maior velocidade, a manutenção dos pés em ponta deixa o goleiro em estado de alerta e apto a qualquer movimentação de pernas. Existem vários tipos de defesas. Mas as mais comuns durante os jogos são as defesas em “Y”, em “X”, embaixo e à meia-altura. A defesa em “Y” é quando o goleiro mantém uma perna de apoio no solo e lança a outra perna junto aos braços na direção da bola. A defesa em “X”, comumente utilizada em lances onde o atacante está cara-a-cara com o goleiro. Este salta com os dois pés juntos afastando as pernas no ar fazendo o mesmo com os braços, formando a figura de um “X”. Já a meia altura é feita saltando lateralmente com uma perna e lançando os braços em direção à bola. A defesa embaixo pode ser feita com as pernas afastadas, flexionando o joelho, posicionando uma das mãos ao lado da perna e a outra mão por entre as pernas e também pode ser realizada flexionando o tronco e juntando as pernas rapidamente, com os braços estendidos ao longo das pernas evitando com que a bola passe por entre as pernas. São três os tipos de deslocamentos do goleiro. O deslocamento semicírculo é feito acompanhando a troca de passes da equipe atacante pelas posições. O nome se dá pelo semicírculo formado de um dos postes da baliza até o outro. Partindo da posição básica em deslocamento lateral, mantendo sempre o corpo voltado para a bola. O deslocamento de ataque à bola é feito para frente no momento de um ataque cara-a-cara em que o goleiro geralmente executa a defesa em “X”. Procura diminuir o ângulo de ataque do adversário. O deslocamento da defesa de ponta é feito no momento de um ataque pela ponta em que o goleiro está fechando seu canto com o corpo e o outro com a mão e a perna. Caracteriza-se por um passo dado à frente pelo goleiro no momento do ataque. Além de possuir grande capacidade defensiva o fato de o goleiro obter uma maior visão de jogo facilita que ele seja peça importantíssima na ligação de contra-ataques. Assim o mesmo deve possuir uma boa capacidade de reação e agilidade para ligar rapidamente os contra-ataques.

  1. O treinamento de goleiros de handebol assim como nas demais modalidades esportivas que possuem a função de goleiro, é de extrema importância para o desenvolvimento do atleta durante as partidas. Sendo que o mesmo visa o melhor posicionamento, a movimentação correta e até mesmo a armação de contra-ataques.

  2. No nível de elite do Handebol, são fisicamente grandes, muito fortes, rápidos e com muita concentração. Esses jogadores ainda possuem a habilidade de detectar o foco do ataque e se adaptar as mudanças nas jogadas. Quando a defesa é penetrada, o goleiro é a última barreira ao atacante. Ele precisa ter um reflexo rápido, boa antecipação de onde o atacante pretende arremessar e habilidade de ajustar força, reflexos e total concentração (eliminado qualquer coisa que não seja referente ao jogo) focando seu objetivo final, a defesa.

     

    Abaixo segue sugestões de link´s:

https://drive.google.com/open?id=1K_NBypOa87vTpf7FV8iDT-_VGkYpDSVk&authuser=1

 

https://drive.google.com/open?id=1DRmbFevjhWKD-YCWB6XskDJPEl6s843K&authuser=1

 

https://drive.google.com/open?id=1c4PRPGgRGbsScg6qjyUTCb3f8cVDXIAg&authuser=1

 

https://drive.google.com/open?id=1LkQf_6a7o8fzx45uXz80iZ5cOhvlfhgu&authuser=1

 

https://drive.google.com/open?id=1snhKxNZPAJNKiw9M69PIOu70EIgkGnRk&authuser=1

 

https://drive.google.com/open?id=15B1YiDZ2e5WiuR4QbobCuNoj3TFvg9nd&authuser=1

 

https://drive.google.com/open?id=1_Q4C9Oo7WXOqirZoLAaTJwTggKwLGyCC&authuser=1

 

https://drive.google.com/open?id=1H9CB-o6LEBHiD3919U8p2IlXZh3bgXIO&authuser=1

 

https://drive.google.com/open?id=1AcxeHr4Mpo6vQ46he-ulYbgl-420qv80&authuser=1

OBJETIVO: Entender as características físicas do goleiro de handebol, Identificando as principais movimentações do goleiro dentro e fora do gol; Leia ao texto: “O goleiro de Handebol” em seguida busque realizar as atividades propostas em sua casa, com a ajuda de seus familiares.

TEXTO 1

 

O goleiro de handebol representa primeiramente a última barreira defensiva, tendo suas defesas importância fundamental no sucesso de sua equipe. De acordo com Barela (1998), nos últimos campeonatos mundiais, os arremates tiveram a seguinte estatística: 37% foram convertidos, 32% foram para fora e 31% foram defendidos pelo goleiro. Mesmo de forma superficial, esses números demonstram a grande participação dos goleiros dentro das partidas. Essas informações não trazem ainda outras ações praticadas pelos goleiros, que podemos destacar como: postura, 

colocação e saídas de gol; que certamente influenciam no desenvolvimento do jogo e no seu resultado. Além do caráter defensivo, podemos atribuir ao goleiro outras funções relevantes, entre elas uma grande responsabilidade na orientação tática de sua equipe, pois o seu posicionamento em quadra lhe oferece visão privilegiada podendo de forma segura orientar seus companheiros tanto nas atitudes defensivas como também nas práticas ofensivas, sendo ele muitas vezes utilizado como capitão da equipe por apresentar grande liderança. Ainda podemos creditar ao goleiro grande importância nas ações ofensivas, considerado por muitos treinadores como o primeiro atacante, isto quando ele inicia os contra-ataques, dando ritmo inicial ao jogo. Podendo ser também o último atacante, quando sua equipe está inferiorizada numericamente ou marcada sob pressão, assim atuando fora da área, é um eficiente apoiador do seu ataque (BARELA, 1998).

 

 

Fonte: BARELA, J., A.; Fundamentos de handebol: apostila didática. Departamento de Educação Física. Unesp/Rio Claro. 1998

 

ATIVIDADE PROPOSTA

 

Após a leitura do texto o aluno deverá identificar alguma característica física de um goleiro. Tais como:

 

  1. Flexibilidade;

  2. Estatura e envergadura;

  3. Agilidade;

  4. Força;

  5. Resistência;

  6. Concentração;

  7. Coordenação

  8. Coragem;

  9. Calma;

 

 

1 – Trabalho de agilidade: em dupla; o primeiro da dupla deverá deitar no chão, de barriga para baixo, em cima de uma linha demarca em seu quintal; o outro participante deverá sentar com as pernas cruzadas atrás do indivíduo deitado a uma distância de aproximadamente dois metros um do outro; ao sinal os dois devem levantar e correr o mais rápido que puder. O indivíduo que estava deitado deve fugir do companheiro que estava sentado ate que cheguem do outro lado do espaço demarcado por eles e possível em sua casa.

 

Obs.: Trocar as posições ao termino da corrida. Realizar esse exercício algumas vezes.

 

 

2- Para trabalhar a concentração, a coragem, a coordenação e a calma propor a prática do jogo, por meio de execução de tiros de 7 metros. Poderá se utilizada bolas de meia, caso não seja possível ao aluno ter a bola de handebol em sua casa. Demarcar com fitas numa parede ou muro, as medidas de um gol de handebol (3metros de largura e 2 metros de altura), essa medida pode ser variada para menor em função dos espaços da casa. Executar melhor de 5 tiros.

Material produzido por:   

 

Tutora Pedagógica da Superintendencia de Desporto Educacional, Arte e Educação: Wilany Cardoso Negrão

     Professora: Giselle Rosa Ferreira. Colégio CEPMG Ariston Gomes da Silva. CRE:Iporá

    Professor: Hederson Pinheiro de Andrade. Col. Estadual Menino Jesus. CRE: Trindade         

         Professor: Weber Ramos Barbosa. Colégio Estadual Dr. Pedro Ludovico. CRE: Jataí

                          Professora: Tânia Silva Carrijo. CEPMG Waldemar Mundim. CRE: Goiânia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *