Portal NetEscola

Portal de conteúdo para alunos da Rede Pública de Goiás.

Aula 3 – História 8 ° Ano - 20/04/2020

OLÁ GALERINHA!!!! TUDO BEM POR AÍ? VOCÊ CONHECE GONZAGUINHA? ELE COMPÔS UMA MÚSICA MUITO BONITA CHAMADA “O QUE É O QUE É?” ESCUTE A MÚSICA E DEPOIS COMENTE COM UMA PESSOA PRÓXIMA O QUE VOCÊ SENTIU.

Gonzaguinha – O que é, O que é?

VAMOS CONHECER UM POUCO MAIS SOBRE ESSE CANTOR BRASILEIRO? ACESSE O LINK ABAIXO E LEIA.

https://www.vagalume.com.br/gonzaguinha/biografia/

HOJE NOSSO TEMA E REVOLUÇÃO INDUSTRIAL.

VAMOS COMEÇAR ACESSANDO O LINK QUE SE SEGUE E ASSISTINDO UM VÍDEO DO CANAL FUTURA

As Multinacionais e a Mundialização da produção – Geografia – 9º ano – Ensino Fundamental

MUITO BEM. GOSTARAM?

AGORA LEIAM O TEXTO QUE SE SEGUE:

A Revolução industrial foi um conjunto de mudanças que aconteceram na Europa nos séculos XVIII e XIX. A principal particularidade dessa revolução foi a substituição do trabalho artesanal pelo assalariado e com o uso das máquinas.

Você já reparou como as máquinas estão presentes na nossa vida? O livro didático por exemplo foi produzido por máquinas gigantescas da gráfica, assim como sua caneta, seu caderno e tudo mais foram feitos em uma indústria. As máquinas são úteis porque ajudam a poupar tempo de trabalho. A humanidade inventa máquinas há muito tempo, moinhos de vento, rodas   d’água, carrinhos   de   mão, arados, etc.   São exemplos de máquinas antigas. Porém essas máquinas ainda dependiam muito   do   trabalho humano.   Esse   problema   só   foi solucionado quando o homem inventou a máquina a vapor. A partir daí as máquinas puderam ser utilizadas sem o esforço de um homem ou animal. O aperfeiçoamento da máquina a vapor deu   início   a   uma   das   mais   espetaculares   transformações   da história, a Revolução Industrial. O primeiro país a instalar fábricas com máquinas a vapor foi a Inglaterra   no   final   do   século   XVIII.   O   primeiro   resultado   da Revolução Industrial foi a produção de mercadorias e os lucros da burguesia em ritmo acelerado, a todo o vapor. Mas não só isso, mas   os   países, as   sociedades   e   a   forma   de   viver   e trabalhar das pessoas se alterou de forma vertiginosa. Graças a Revolução Industrial, o Capitalismo triunfou em todo o mundo.  Mas, por que   a   Inglaterra   foi   pioneira   na   revolução Industrial? O   que   ela   tinha   que   outros   países   só   teriam   um século depois? Em primeiro lugar uma burguesia muito rica, que durante   séculos   ampliou   seus   negócios   através   de   muita ousadia   e   empreendedorismo, como   a   agricultura, o   tráfico negreiro, as   guerras   e   até   a   pirataria.   Essa   fase   de enriquecimento   da   burguesia   é   chamada   a   Acumulação Primitiva   de   Capital.  Com   o   dinheiro acumulado   a   burguesia investiu em construções de fábricas, as instalações da indústria. Foi   a   burguesia   que   financiou   os   novos   inventos   que possibilitaram a industrialização. Foram nas cidades que as fábricas foram instaladas, porque era ali que se encontrava um bom mercado consumidor além de mão de obra disponível. Além disso, nas cidades é que tinham transporte e comércio de matéria-prima. A mão de obra para as fábricas também veio do campo. Os grandes proprietários de terras passaram a investir   em   uma grande   produção   agrária   ou   a   alugar   seus   campos   para empresários   do   ramo   agrícola   ou   criadores   de ovelhas.   Isso promoveu os chamados Cercamentos (cercas em suas terras) e a expulsão dos camponeses.  Expulsos   das   terras   por   causa   dos   cercamentos, os ex-camponeses iam tentar   a sorte na   cidade. Lá, aprendiam as delícias da liberdade de escolha: podiam optar entre vender sua força   de   trabalho (capacidade   de   trabalho) por   um   salário miserável   numa   fábrica   fedorenta   qualquer   ou   ficar desempregado   e   morrer   de   fome.   Surgia   assim   uma   nova classe   social, a   dos   trabalhadores   que   traçavam   horas   de trabalho pelo salário pago pelo capitalista o dono da fábrica: o proletariado. Outro fator importante para a revolução industrial na Inglaterra foi   o   crescimento   demográfico, a   melhoria   nas   condições   de alimentação   e   a   entrada   precoce   no   mercado   de   trabalho promoveu a formação de famílias mais cedo. Além desse, as grandes jazidas de ferro e carvão do país garantiam a matéria prima   necessária   para   as   indústrias.   O   linho   e   o   algodão necessários   para   as   indústrias   têxteis   vinham   das   colônias, garantidas   pela   excelente   marinha   inglesa.   As   condições   da política   inglesa   também   foram   favoráveis, pois   não   havia absolutismo, restrições aos burgueses.  A vitória dos burgueses também   permitiu   que   as   ideias iluministas   de valorização da ciência, das liberdades individuais e do liberalismo econômico se difundissem amplamente.

Disponível em: https://profclaugeohist.blogspot.com/2013/05/atividades-revolucao-industrial.html Acesso em 02 de abr. de 2020.

APÓS A LEITURA ATENCIOSA DO TEXTO, VOU LANÇAR UM DESAFIO: RESPONDA ORALMENTE AOS ITENS ABAIXO EM DOIS MINUTOS!!!!

1- Classe social que investiu seu dinheiro na indústria.

 2- O que causou a expulsão dos camponeses das terras?

 3- País pioneiro da revolução Industrial.

 4- Local onde foram construídas as fábricas

5- Classe operária que vendia sua força de trabalho nas indústrias.

6- Um dos negócios que enriqueceram a burguesia inglesa.

7- Classe social dos donos das indústrias.

8- Local de onde vinham as matérias primas para as indústrias têxteis.

9- Um dos motivos das indústrias serem nas cidades.

10-Tornaram-se mão de obra das fabricas devido aos cercamentos.

11-Uma das máquinas antigas da humanidade.

12-Os minerais que garantiram a Inglaterra a matéria prima necessária para as indústrias.

13- Máquina que deu início a Revolução Industrial.

14- Uma das principais ideias iluministas que favoreceram a revolução Industrial.

Disponível em: https://profclaugeohist.blogspot.com/2013/05/atividades-revolucao-industrial.html Acesso em 02 de abr. de 2020.

A Revolução Industrial corresponde às modificações econômicas e tecnológicas que consolidaram o sistema capitalista e permitiram o surgimento de novas formas de organização da sociedade. As transformações tecnológicas, econômicas e sociais vividas na Europa Ocidental, inicialmente limitadas à Inglaterra, em meados do século XVIII, tiveram diversos desdobramentos, os quais podem chamar de fases. Essas fases correspondem ao processo evolutivo das tecnologias desenvolvidas e as consequentes mudanças socioeconômicas. Alguns subdividem em três fases outros em quatro.

PESQUISE E FAÇA NO SEU CADERNO UMA LINHA DE TEMPO COM AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DE CADA UMA DESSAS FASES DA REVOLUÇÃO FRANCESA:

PESSOAL POR HOJE É SÓ!!!

ATÉ A PRÓXIMA!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *