Portal NetEscola

Esquema e resumo – Atividade 7 - 19/04/2021

https://prezi.com/mcy33yl6kuso/esquema-textual/
https://www.youtube.com/watch?v=6lu8ZVdtV24

SAIBA A DIFERENÇA ENTRE ESQUEMA E RESUMO!

Você sabe quais são as diferenças entre esquema e resumo? Pensou que esquema e resumo fossem a mesma coisa? Pois bem, você vai aprender agora que eles são tipos distintos de texto-, pois cada um cumpre uma função diferente no contexto comunicacional.

Basicamente, o resumo tem como principal característica apresentar com fidelidade as ideias reproduzidas em um texto, primando por elementos inerentes à construção textual. Já o esquema tem como objetivo destacar apenas aquilo que é essencial para um texto, como se fosse um esqueleto formado por tópicos. Para facilitar seus estudos, observe o quadro que destaca as especificidades de cada um desses textos:

Diferenças entre esquema e resumo:

Disponível em: https://www.portugues.com.br/redacao/o-esquema-resumo—fortes-aliados-diante-compreensao-textual-.html. Acesso em 22 de mar. De 2021

Leia o texto abaixo:

O Pequeno Príncipe

O autor do livro é o personagem principal da história, que assume também o papel de narrador, contando sobre o fatídico dia em que o seu avião teria caído no meio do deserto do Saara.

Lá, o personagem principal adormece e, ao acordar, se depara com o Pequeno Príncipe, que pede para que ele desenhe um cordeiro numa folha de papel.

O protagonista é frustrado em relação aos seus desenhos, pois nunca ninguém conseguia interpretar as suas artes da forma correta.

Ao longo da história, o Pequeno Príncipe vai narrando as suas aventuras para o protagonista.

O jovem estaria a procura de um carneiro para comer as árvores que estariam crescendo em excesso em sua terra, um asteroide conhecido por B 612, que teria apenas uma rosa vermelha e três vulcões, sendo um deles inativo.

Ao ouvir as aventuras do Pequeno Príncipe, o protagonista vai percebendo como as pessoas deixam de dar valor as pequenas coisas da vida conforme vão crescendo.

Disponível em: https://www.culturagenial.com/livro-o-pequeno-principe/. Acesso em 22 de mar.de 2021.

1. Esse texto é um exemplo de

a (   ) conto

b (   ) crônica jornalística

c (   ) resumo

d (   )roteiro de filme.

2. Qual é o assunto do texto lido? Explique.

3. No resumo, é possível observar a sequência das ações? Como isso ocorre.

4. No resumo, apresenta o desfecho da história? Por que isso ocorre no gênero em estudo?

5. Por que o personagem protagonista fica frustrado? O que significa frustração?

6. O texto lido apresenta a mensagem e reflexão transmitidas aos leitores? Que mensagem é essa?

7. Qual é a finalidade do texto lido?

Observe o esquema e planejamento de uma redação.

Disponível em: https://br.pinterest.com/pin/466474473886139506/. Acesso em 23 de mar. de 2021

8. Síntese das ideias principais de um texto organizada através de palavras-chave, em torno das quais é possível adquirir grandes quantidades de conhecimentos. Quais são as expressões ou palavras-chave que serão desenvolvidas na conclusão da redação?

9. Qual sequência do esquema é possível notar as consequências do problema apresentado?

10. Leia o relato de uma experiência científica que contribui bastante no mundo científico. Elabore um esquema de acordo com a imagem abaixo. Retire as ideias principais, secundárias e organize um esquema com palavras e/ou expressões-chave. O objetivo é construir um esquema que demonstre uma sequência dos fatos, descrições e conclusão da experiência do cientista Charles Darwin. Lembre-se que isso será feito através da colocação de palavras ou expressões.

Em direção à luz

 Em O Poder do Movimento nas Plantas, que escreveu com um dos dez filhos, Francis, Darwin descreve como constatou que o broto de uma espécie de planta crescia “torto” quando submetido ao estímulo da luz.

“Nos surpreendeu ver como a parte superior determinava a direção da curvatura da parte inferior”, escreveu.

Para averiguar se a parte superior do broto era a parte sensível à luz, o biólogo cobriu a recobriu com uma “capa” de material opaco. E verificou que, desta vez, a planta não se dobrou em direção à luz.

É possível replicar esse mesmo experimento: plantar uma semente e ver como seu primeiro broto curva-se em direção a uma vela acesa, por exemplo, para então cobrir a ponta com uma “capa” de papel alumínio e notar a diferença.

Darwin era cuidadoso e paciente quando se tratava de suas experiências, mas segundo Ken Thompson, “sua verdadeira genialidade estava em sua habilidade de formular as perguntas corretas”.

Neste experimento, “a ideia-chave para Darwin era de que a parte de uma planta que responde a um estímulo – neste caso, à luz – não necessariamente é a mesma que percebe esse estímulo”.

E essa constatação leva a uma conclusão inevitável, de que algo transporta esses sinais de uma parte a outra da planta.

Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/curiosidades-50643995. Acesso em 24 de mar. de 2021.

Se possível, clique aqui para baixar ou imprimir a aula!