Portal NetEscola

Gênero: Reportagem de divulgação Científica – 7º Ano – 6ª Quinzena – 3º Ciclo – Aula e Impressão - 19/11/2020

Tudo bem? Vamos iniciar mais uma atividade, certo?
Hoje nós vamos estudar sobre o gênero: Reportagem de divulgação científica! Bora?
A Reportagem de divulgação científica..... veja o vídeo ao lado!!!

Reportagem de divulgação Científica

Imagem disponível em: https://sites.google.com/site/tascparadivulgacaocientifica/_/rsrc/1472860766209/config/customLogo.gif?revision=5 / Acesso em 28 de set. de 2020.

   A Reportagem é um gênero textual não literário. Ela é considerada um texto jornalístico veiculado pelos meios de comunicação: jornais, revistas, televisão, internet, rádio, dentre outros. O repórter é a pessoa que está incumbida de apresentar a reportagem, a qual aborda temas da sociedade em geral.

Disponível em: https://www.todamateria.com.br/genero-textual-reportagem/ Acesso em 28 de set. de 2020.

    A Reportagem de divulgação científica apresenta informações aprofundadas sobre fatos de natureza científica. A finalidade deste gênero é a divulgação de pesquisas e estudos, assim precisa ser construído com linguagem clara e objetiva, geralmente utilizando a norma-padrão da língua.

    A forma de composição de reportagens de divulgação científica pode variar um pouco, dependendo do veículo pesquisado, porém, de forma geral, é composta de: título, olho (texto mais explicativo que o título, que visa prender a atenção do leitor), lide (primeiro parágrafo do texto que fornece uma prévia do que vai ser lido, respondendo a algumas questões, tais como: O quê?, Quem?, como?, Quando?, Onde? e Por quê?, na reportagem, o lide não precisa contemplar todas as perguntas, elas serão respondidas ao longo do corpo do texto), divisão em subtítulos, boxes explicativos ou com sugestões de outras leituras, citações de especialistas no assunto, recursos multimodais (tabelas, gráficos, infográficos, fotos com legenda ou ilustrações) e referências das fontes de pesquisa.

Disponível em: / https://novaescola.org.br/plano-de-aula/4390/producao-de-uma-reportagem-de-divulgacao-cientifica/Acesso em 28 de set. de 2020.

Atividades
  1. O que é um texto de divulgação científica?

 

 

2. Como a população é informada sobre o desenvolvimento das ciências?

 

 

Reportagem de divulgação científica: Informa as conclusões de estudos feitos pela ciência!

 

Leia o texto abaixo para responder às próximas atividades:

 

O VÍRUS DA IMUNIDADE 
                                                                                                           Por Bruno de Sousa Moraes

 

    A história da “memória imunológica”, responsável pela efetividade das vacinas, envolve o embaralhamento de genes, uma diversidade astronômica de moléculas e uma infecção que acabou sendo um golpe de sorte.

    A temporada de vacinação contra gripe chega ao fim no dia 15 de junho. Até lá, as unidades de saúde continuam a receber filas e mais filas de pessoas que fazem parte dos grupos de risco. Idosos, crianças e gestantes esperam para receber injeções contendo partículas inativas do vírus da gripe, que serão reconhecidas pelo sistema imune, de forma a “preparar” o organismo para lidar com o vírus. Dessa maneira, caso a pessoa vacinada seja exposta à tosse ou espirro de alguém infectado — que carrega partículas virais que estão muito bem, obrigado — suas defesas já estarão a postos para cuidar da infecção antes que ela se instale.

    Este fenômeno, denominado “memória imunológica” é mediado por células chamadas linfócitos. Os linfócitos são as grandes estrelas do que chamamos de “sistema imune adaptativo” que, como o nome sugere, tem a capacidade de se adaptar ao contexto e responder de maneira direcionada para cada ameaça apresentada ao organismo. O sistema imune adaptativo, além de ser o principal aliado do Zé Gotinha, é o que permite que se enfrente uma diversidade de doenças, lembrando-se delas e se mantendo capaz de responder de forma rápida caso ele encontre novamente os vírus, bactérias ou fungos. Ele também é uma espécie de privilégio no reino animal, já que não são todos os bichos que, como a espécie humana, são dotados dessa capacidade de “aprender” com as doenças passadas.

    Os mecanismos que permitem aos linfócitos reconhecer e agir contra moléculas específicas são impressionantes e complexos. Mais impressionante, porém, é a história a respeito de como nossos antepassados adquiriram esses mecanismos pela primeira vez. Essa é uma história para se ler com certo tempo e atenção. Quem sabe uma leitura para te acompanhar enquanto você espera para tomar sua próxima vacina?

 

Disponível em: http://www.comciencia.br/o-virus-da-imunidade/Acesso em 28 de set. de 2020. (Adaptada)

 

  1. Esse texto é um exemplo de
  1. a) (   ) uma reportagem de divulgação científica.
  2. b) (   ) um verbete de enciclopédia.
  3. c) (   ) uma biografia.
  4. d) (   ) uma notícia.

 

  1. O trecho que você acabou de ler pertence a uma revista eletrônica de jornalismo científico chamada Com Ciência. Esse tipo de texto apresenta características de um texto
  1. a) (   ) narrativo.
  2. b) (   ) expositivo.
  3. c) (   ) prescritivo.
  4. d) (   ) instrutivo.

 

  1. Com que finalidade o texto acima foi escrito?

 

 

6. Releia novamente o texto e grife as frases mais importantes para o entendimento do tema central do texto

 

Estamos quase acabando....

 

  1. Anote em seu caderno todas estas frases grifadas e construa um esquema que explicite a mensagem central do texto.

 

 

  1. Marque V ou F para as alternativas falsas ou verdadeiras:

 

  1. a) (   ) A temporada de vacinação contra gripe chega ao fim no dia 16 de junho.
  2. b) (   ) Idosos, crianças e gestantes que receberem injeções contendo partículas inativas do vírus da gripe, terão o organismo “preparado” para lidar com o vírus.
  3. c) (   ) O fenômeno, denominado “memória imunológica” é mediado por células chamadas linfócitos.
  4. d) (   ) Os mecanismos que permitem aos linfócitos reconhecer e agir contra moléculas específicas são simples.

 

 

  1. Grife no texto a lide dessa reportagem e anote em seu caderno.

 

 

  1. Em sua opinião, as inovações ou descobertas das ciências afetam o nosso cotidiano? Como? Justifique a sua resposta.

 

Cuide-se e imprima esta atividade, ok?